• Rogério Ferreira Machado

BBB 20



A TV Globo está apresentando novamente em sua grade horária o Big Brother Brasil, um dos programas mais conhecidos dos telespectadores brasileiros. O programa, mais uma vez, oferecerá um prêmio de um milhão e meio de reais ao vencedor.

Para a edição de número 20, o Big Brother trouxe algo novo ao público: famosos da web (do mundo virtual) para ficarem confinados. A Globo buscou youtubers e influencers digitais para essa nova edição do BBB. Essa novidade no elenco segue a tendência dos realitys brasileiros a fim de conquistar um público mais jovem. Algo parecido ocorreu com a edição atual de A Fazenda, na Record TV.

A edição do BBB 2020 pretende homenagear as edições passadas do reality com provas, castigos e elementos de decoração da casa. Uma outra novidade é que, a princípio, o vencedor da prova do líder terá mais poderes e os indicados ao paredão podem escapar da votação de eliminação.

Na “casa mais vigiada do Brasil” os concorrentes estão dispostos a tudo pelo dinheiro e pela fama, envolvendo-se em tramas e armações a fim de ganhar o primeiro lugar. Segundo dizem: lá dentro vale tudo.

Em sua origem, o Big Brother (Grande Irmão) é o personagem central do romance “1984″, escrito pelo inglês George Orwell e publicado no ano de 1948. Preocupado com o totalitarismo soviético (União das Repúblicas Socialistas Sov¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬iéticas / Rússia), Orwell imagina uma sociedade dominada por um ditador, autodenominado “Grande Irmão”. Nela, os cidadãos são permanentemente vigiados por câmeras instaladas em toda a parte, a começar de suas casas.

A partir do romance surgiu a ideia de confinar pessoas em uma casa vigiada 24 horas por câmeras por todo canto, inclusive no banheiro, a fim de ganhar audiência, com isso patrocinadores, e em consequência muito dinheiro.

Se por um lado chama a atenção o entusiasmo com que os competidores do Big Brother aceitam serem observados 24 horas por dia, por outro chama a atenção o quanto o programa dá de audiência (seja nas TVs ou na internet). São milhões assistindo ao Big Besteirol Brasil.

Ressalte-se que o comportamento dos componentes do BBB e do público são expressões de imaturidade humana não refletindo o ser humano no seu melhor, uma vez que o ser humano foi criado à imagem e semelhança de Deus. O BBB estimula a competição, mesmo que desleal, onde vale enganar, usar e manipular a fim de conquistar o prêmio final, fazendo valer o jargão popular: “os fins justificam os meios”. Dessa forma, egocêntricamente e egoisticamente pensando, o outro ser humano passa a ser visto como concorrente, rival, adversário e até inimigo que precisa ser destruído.

O Big Brother é um programa que, em grande parte, é a cara do Brasil, um país que tem se tornado imoral, quase amoral, sem princípios e valores, malandro, corrupto e violento. Um país onde os valores morais e cristãos foram jogados na lata de lixo. Por isso, a exortação para os cristãos diante de tanta besteira e lixo moral (tanto do BBB quanto do país) é: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança das suas mentes. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, que é boa, perfeita e agradável a Ele.” – Carta de Paulo aos Romanos 12:2.


Publicado em 15/02/2020 no jornal Gazeta Bragantina e GB Norte.


8 visualizações
Funcionamento da Secretaria:
2ª à 6ª das 13h às 17h
Telefone: (11)2277-3707
secretaria@boasnovasigrejabatista.com

Igreja Batista Boas Novas Bragança Paulista | Copyright© 2017 - Todos os direitos reservados