• Rogério Ferreira Machado

Coronavírus e o Medo

Atualizado: há 4 dias



Em tempo de Coronavírus, e a enxurrada de informações sobre o assunto, é bom lembrarmos de ações básicas tais como: Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; Não compartilhar objetos de uso pessoal; Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool gel; Evitar deslocamentos, especialmente se a pessoa estiver doente; Alimentar-se bem; Evitar locais com concentração de pessoas (ônibus, elevadores, bares, etc.); Evitar contato com crianças e idosos; “Sem beijinho, sem abraço, sem aperto de mão”.

Por outro lado, nessa histeria que o Coronavírus causou muitos estão com medo. E, medo é o “sentimento de grande inquietação ante a noção de um perigo real ou imaginário”. Esse sentimento é algo intrínseco no ser humano, está no seu coração e na sua mente, faz parte de sua vida. Todos, em menor ou maior escala, têm medo.

Às vezes o medo é de coisas ou situações. Outras vezes, o que amedronta são pessoas. O ser humano tem medo do passado (que o assombra), medo do futuro (por ser incerto), e do presente (por não ter domínio da situação como um todo). Só para exemplificar, transcrevo um pedacinho de uma música do compositor e cantor Belchior, Pequeno Mapa do Tempo, cuja letra diz o seguinte: “Eu tenho medo e já aconteceu. Eu tenho medo e ainda está por vir... Medo, medo, medo, medo, medo, medo”.

Olhando para a letra dessa música e para o que as pessoas comentam e suas reações, podemos afirmar que o que não falta são razões para se ter medo. Medo do desemprego, da solidão, de amar, de assalto ou roubo, medo do Coronavírus e da morte. Tudo parece causar medo ao ser humano.

Por que isso acontece! Por que tanto medo! A resposta é: o medo faz parte da natureza humana, assim como a esperança. Mas, ao contrário da esperança, que é a expectativa de algo bom, o medo é um sentimento ruim que muitas vezes aprisiona, escraviza e causa apatia. Por isso a Bíblia adverte: para o fato de que “o medo produz tormento” - 1ª Epístola de João 4:18. Mas, a Bíblia também responde ao temor e medo do ser humano com uma mensagem de esperança. Repetidamente encontramos na Bíblia a expressão, vinda da parte do Senhor Deus: Não temas! Essa expressão, e suas variantes: não tenha medo, não te espantes, etc., aparece na Bíblia 365 vezes, uma para cada dia do ano.

Como exemplo, cito dois textos bíblicos, nos Evangelhos segundo Mateus 1:18 a 25 e Lucas 1:5 a 38 e 2:8 a 20, onde encontramos a mensagem do nascimento de Cristo Jesus. Essa mensagem trouxe medo para Zacarias, Maria, José e aos pastores. E, para cada um encontramos a expressão: Não Temas!... Não temas Zacarias! (Lucas 1:13). Não temas Maria! (Lucas 1:30). Não temas José! (Mateus 1:18 a 20. E, não temas pastores (Lucas 2:10).

Quando olhamos atentamente para os textos citados, mais especificamente no que diz respeito a José, aprendemos algumas lições práticas, tais como: Não devemos ter medo: 1- Quando as coisas parecem inexplicáveis. 2- Quando não compreendemos todos os fatos. 3- Quando somos assolados pela angústia mental.

José ficou com medo porque concluiu que Maria tinha sido infiel. E, enquanto José se preocupava, cheio de medo, Deus já havia traçado um plano maravilhoso para a sua vida. José estava com medo, mas em Maria estava se cumprindo a profecia bíblica de que uma virgem daria à luz ao Messias (Isaías 7:14). Os temores de José só enxergavam tragédia, mas Deus estava cumprindo uma profecia messiânica e envolvendo-o no cumprimento.

Assim como José, muitas vezes julgamos as coisas de forma precipitada, fazemos juízo temerário e sofremos por causa disso. Precisamos aprender que só Deus conhece todas as coisas. Por isso: Não temas!

Como escrevi acima, a expressão Não Temas e suas variantes, aparece na Bíblia 365 vezes, uma para cada dia do ano. Por isso, não temas o passado, o presente ou o futuro. Não temas coisas, pessoas ou situações como essa que enfrentamos com o Coronavírus. Você não precisa temer nem mesmo a morte, pois Jesus Cristo garante que quem crer n’Ele “ainda que morra viverá; ...o que crê em mim não morrerá eternamente” – Evangelho de João 11:25 e 26.

Tome as precauções necessárias, mas não tenha medo. Lance sobre o Senhor Deus todas as suas ansiedades e medos e Ele cuidará de você, conforme 1ª Epístola de Pedro 5:7.


Publicado em 21/03/2020 no GB Norte.


7 visualizações
Funcionamento da Secretaria:
2ª à 6ª das 13h às 17h
Telefone: (11)2277-3707
secretaria@boasnovasigrejabatista.com

Igreja Batista Boas Novas Bragança Paulista | Copyright© 2017 - Todos os direitos reservados