• Rogério Ferreira Machado

Escrevendo Sobre: Dia das Crianças

Atualizado: 6 de Nov de 2018


Pensando no “Dia das crianças” quero trazer uma palavra aos pais sobre educação de filhos. Como ilustração, trago o diálogo de um casal com um educador:

Casal: Quando devemos iniciar a educação de nosso filho? Educador: Que idade tem o filho de vocês? C

asal: Cinco anos. Educador: Então, a educação deveria ter começado há uns 10 anos atrás. A educação dele deveria ter começado com a preparação de vocês para serem os primeiros professores dele.

Este diálogo mostra a realidade e a preocupação dos pais com a educação de seus filhos. Mas, a verdade é que a grande maioria dos pais não sabe quando nem como começar a educar seus filhos.

Pesquisas informam que desde as primeiras horas de vida, a criança começa a adquirir hábitos e costumes que afetam toda a sua vida, negativa ou positivamente. Então, o que fazer para educar nossos filhos?

Precisamos saber que educar um filho é formá-lo para a vida, corrigindo os defeitos, incentivando as qualidades e organizando seu ser para viver no mundo criado por Deus. A responsabilidade de educar não é da babá, de parentes, da televisão, do estado, da escola, nem da igreja. A responsabilidade de educar filhos é dos pais, como a Bíblia nos exorta: “Ensina a criança no caminho em que deve andar” e “criai-os na disciplina e admoestação do Senhor” – Provérbios 22:6 e Epístola de Paulo aos Efésios 6:4.

O Dr. Içami Tiba, escritor, médico psiquiatra e um dos psicopedagogos mais respeitados do país, falecido em 2015, já dizia: Quem educa filho é pai e mãe”. Assim, cabe aos pais o privilégio de ensinar os filhos a relacionarem-se com as pessoas, respeitando as autoridades, os mais velhos e os “defeitos” dos outros e as diferenças; ensinando-os a serem amáveis, sinceros e honestos.

Com relação a sexualidade, um filho bem cuidado pelos pais não buscará no sexo um substituto às suas carências. Aos pais cabe ensinar seus filhos a aceitarem o próprio sexo, sabendo que foi Deus quem os fez (homem é homem e mulher é mulher). Nesse quesito, também é responsabilidade dos pais ensinarem seus filhos a se relacionarem saudavelmente com o sexo oposto, e enfatizar que relações sexuais são boas, saudáveis e corretas entre um homem e uma mulher, dentro do casamento, como Deus deseja.

Aos pais cabe ainda, ensinar seus filhos o relacionamento com as circunstâncias da vida, sabendo que Deus tem um propósito em cada circunstância ‘‘Tudo tem a sua ocasião própria e todo o propósito debaixo do céu tem o seu tempo. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou... tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar... tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de calar, e tempo de falar... tempo de guerra, e tempo de paz” – Eclesiastes 3:1 a 8. Assim, os filhos devem aprender a assumir a responsabilidade pelos seus atos (direitos e deveres).

Com relação as finanças, os pais devem ensinar seus filhos a terem uma visão equilibrada em relação ao dinheiro... quanto tem, quanto guarda e quanto gasta.

Outras dicas são: não prometer o que não irá cumprir; não exagerar nos elogios, pois isso cria orgulho; não exagerar na crítica, isso criará desânimo; não fazer ameaças ou usar outros para assustar (polícia, tio bravo, o homem do saco, etc); não comparar o filho com o irmão, o filho do vizinho, o primeiro aluno da classe, etc.

Lembre-se de uma coisa: os filhos são herança do Senhor e parte de Sua bênção para nós, conforme Salmos 127:3.


Publicado em 13/10/2018 no jornal Gazeta Bragantina e GB Norte.

2 visualizações
Funcionamento da Secretaria:
2ª à 6ª das 13h às 17h
Telefone: (11)2277-3707
secretaria@boasnovasigrejabatista.com

Igreja Batista Boas Novas Bragança Paulista | Copyright© 2017 - Todos os direitos reservados