• Rogério Ferreira Machado

Escrevendo Sobre: Minha Culpa


"RBD acabou por minha culpa", admite Alfonso Herrera dez anos depois do fim do grupo que fez sua última apresentação em dezembro de 2008, em Madri, na Espanha.

RBD foi um grupo musical formado na cidade do México para a telenovela Rebelde (exibida no Brasil pelo SBT). É, até hoje o grupo de maior êxito do pop mexicano e da América Latina. O grupo conseguiu múltiplos discos de platina, ouro e diamante, realizou turnês pela grande maioria dos lugares no mundo, visitou mais de 23 países e cantou em 116 cidades. Suas apresentações superaram recordes de vendas de grupos como Beatles e Rolling Stones, o que o tornou RBD o grupo pop mais bem sucedido na história da música hispana.

Alfonso Herrera ainda revelou que nunca houve a chance de o RBD continuar como um quinteto. “Nós tínhamos esse acordo: se um saísse, o grupo acabava, e isso foi respeitado”. Assim, ao assumir a culpa isso basta para sua “condenação” por parte de seus antigos fãs.

Ao admitir sua culpa pelo fim do fenômeno RBD, ainda que dez anos depois, o fato torna-se louvável, já que a tendência do ser humano tem sido, cada vez mais, fugir da responsabilidade de seus atos. Isso é facilmente visto quando somos confrontados com a Palavra de Deus, a Bíblia, que atesta que todos nós somos pecadores e estamos separados de Sua glória e que não há um único justo diante de Deus - conforme a Epístola de Paulo aos Romanos 3:10 e 23. Diante da constatação bíblica a tendência é dizer: eu não mato, não roubo, não minto, não fumo, sou fiel a minha esposa, pago meus impostos, etc. Mas isso não tira de nós a culpa e condenação imputada por Deus, que criou o ser humano a sua imagem e semelhança, para seu próprio louvor, mas que não tem recebido do ser humano o louvor que lhe é devido.

A Bíblia diz que “ A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça... Tais homens são, por isso, indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças... Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível... E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem”. (Romanos 1:18-32)

Diante do exposto, só resta ao ser humano reconhecer sua culpa diante de Deus para receber dele o perdão, pois “se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça” – 1ª Epístola de João 1:9.


Publicado em 10/11/2018 no jornal Gazeta Bragantina e GB Norte.

11 visualizações
Funcionamento da Secretaria:
2ª à 6ª das 13h às 17h
Telefone: (11)2277-3707
secretaria@boasnovasigrejabatista.com

Igreja Batista Boas Novas Bragança Paulista | Copyright© 2017 - Todos os direitos reservados