• Rogério Ferreira Machado

O Valor da Vida

Atualizado: 10 de Out de 2019



Estamos terminando o mês de setembro, mês onde houve muita ênfase à prevenção ao suicídio e também em que muito se falou sobre o valor da vida. Mas, afinal, qual o valor de uma vida? Quanto vale a vida de alguém; ou quanto vale sua vida? Você já parou para pensar nisso?


O valor da vida tem sido banalizado em nossos dias. Mata-se em guerras de motivação duvidosa, atentados terroristas e em acidentes e brigas de trânsito. Mata-se em assaltos de vulto ou de pequenos objetos, em brigas do lar e de bar. Mata-se em confrontos de torcidas organizadas, em bailes funks e comemorações diversas. Mata-se um feto (aborto)... tira-se a própria vida.


Há ainda situações onde “brinca-se” com a vida, a própria e a de outros. São os “rachas” de automóveis e motos, o uso de bebidas alcoólicas e drogas, a entrega ao sexo desenfreado, etc.


Por que é que algumas atentam contra a vida o tempo todo? Por que o valor da vida tem sido desconsiderado em meio às situações apresentadas acima e em outras não citadas? Por que o ser humano tem banalizado a vida? Por que a vida não tem sido considerada em seu devido valor?


Creio que a resposta está no fato do ser humano se tornar independente de Deus, agindo como se fosse seu próprio deus. Pois, abandonando a dependência do Criador e a mercê de si próprio, o ser humano dá a sua vida o valor que ele bem entende (se é que entende) e não o valor que Deus dá.


A Bíblia afirma que o ser humano foi criado a imagem e semelhança de Deus, coroando de glória o mundo criado por Ele: “Criou Deus homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”– Gênesis 1:27. Entre todas as criaturas que Deus criou o ser humano é a melhor, pois foi criado à “imagem e semelhança” do Senhor. Então, o valor da vida deve ser considerado a luz do fato de que somos aquilo que dignifica a pessoa de Deus, somos sua coroa.


Não sem propósito, Jesus Cristo quando veio ao mundo, a fim de resgatar para si o ser humano desviado de sua finalidade, disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” – Evangelho de João 10:10. Ou seja, o desejo de Deus é que tenhamos vida com abundância, vida plena, completa. E essa vida só poderá ser desfrutada no seu todo na dependência de Deus que nos valoriza tanto que “deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” – Evangelho de João 3:16.

Pense nisso!


Publicado em 28/09/2019 no jornal Gazeta Bragantina e GB Norte.


2 visualizações
Funcionamento da Secretaria:
2ª à 6ª das 13h às 17h
Telefone: (11)2277-3707
secretaria@boasnovasigrejabatista.com

Igreja Batista Boas Novas Bragança Paulista | Copyright© 2017 - Todos os direitos reservados